Seguidores

Nossas Peças

  *2016: "Lua de mel em Buenos Aires, a Mulher Crucificada e o Beijo da Besta"- espetáculo de teatro de vivência.

Tendo como base três textos inéditos de Júlio Zanotta, estreia o espetáculo "Lua de Mel em Buenos Aires A Mulher Crucificada O Beijo da Besta", uma criação coletiva da Cambada de Teatro em Ação Direta Levanta FavelA... abordando a questão da prostituição feminina sob a ótica do Teatro porNô. Uma prostituta chmada Clarissa realiza as fantasias do escritor Maurílio encenando uma lua de mel, o que coloca em risco sua integridade física, abrindo a trama para uma violenta sequência de opressões contra o gênero feminino, provocando a revolta das mulheres quando Clarissa é crucificada em uma igreja em meio à promiscuidade e à guerra, convertendo-se em serva do Senhor das Trevas.
Participam da encenação: Bruno Geraldi, Danielle Rosa, Douglas Falero, Ketelin Abbady, Mônica Rosa, Pâmela Bratz e Sandro Marques.

Estreia dia 13 de dezembro na sala 505 da Usina do Gasômetro.



*2015: "Sepé: Guarani Kuery Mbaraeté"- espetáculo de teatro de rua.

A Cambada de Teatro em Ação Direta Levanta FavelA... em seu novo espetáculo para teatro de rua traz a tona a história da Guerra Guaranítica no interior do Rio Grande do Sul, que narra o episódio de enfrentamento do povo Guarani com as Coroas de Portugal e Espanha na defesa de seu território. Este espetáculo vem mostrar o que os livros de história não contam, ao contrário do que conta a história oficial da derrota dos indígenas guarani na batalha de Caiboaté em São Gabriel, a história contada pelos indígenas de hoje mostra um povo forte e valente que continua resistindo culturalmente e que cresce cada vez mais. Este espetáculo foi contemplado com o Prêmio FUNARTE Artes na Rua 2014. Participam da encenação: Ana Eberhardt, Bruno Prandini, Cristthian Arpino, Douglas Reginatto, Gabriela Crua, Junior Junk,  Kacau Soares, Pacha Carbo,  Rafael Mautone, Robson ReinosoRodrigo Reis, Roger RibeiroWilliam Fossati e Zhamoh da Rosa.
Estreia dia 13 de dezembro de 2015, no estacionamento da Usina do Gasômetro.

 *2014: "O Beijo no Asfalto" - Teatro de Vivência
A obra versa a respeito de um embaraçoso ato de misericórdia (um beijo na boca dado a um homem por outro homem na hora de sua morte) e suas repercussões na sociedade. Um repórter sensacionalista e delegado corrupto faz do ato um escândalo social, abalando a reputação de Arandir, que diz ter atendido ao pedido do moribundo, levando a uma exacerbação dos sentimentos que conduz a um trágico e surpreendente desfecho.
Participam da encenação:
Danielle Rosa, Daniel Pulgatti, Jonathan Ferreira, Ketelin Abbady, Pâmela Bratz e Sandro Marques. Iluminação: Patrick Padilha. Contrregragem: Allan Castro.
Estréia: dia 13 de dezembro de 2014, na sala 505 da Usina do Gasômetro.


Este espetáculo tem seus direitos autorais licenciados pela ABRAMUS - Associação Brasileira de Música e Artes.
 

*2013:

"A belíssima fábula de Xuá-Xuá: a fêmea pré-humana que descobriu o teatro!"- Teatro de Rua

  •  A belíssima fábula de Xuá-xuá: A fêmea pré-humana que descobriu o Teatro é uma livre adaptação, para teatro de rua do texto homônimo de Augusto Boal. O grupo Levanta Favela utiliza-se dessa antiga fábula chinesa para recontar a história da origem do teatro e afirmar a importância dessa manifestação cultural.Em sua quarta montagem para o teatro de rua a companhia conta, através das palavras de Boal, que foi uma mulher – e não um homem – quem fez essa extraordinária descoberta, ainda na pré-história. Passando pelas formas de teatro como o “teatro do crime”, o “teatro da mentira” até chegar ao teatro na sua forma “mais arcaica”, o grupo mostra a belíssima Xuá-Xuá, a fêmea pré-humana responsável por esse feito.



Participam desta encenação: Ana Eberhardt,Bruna Lopes, Danielle Rosa, Erick Feijó, Pâmela Bratz, Robson Reinoso, Roger Ribeiro e Sandro Marques. Contrarregragem: Marina Fernandes. Atores em substitição: Ana Arnold, Daniel Pulgatti, Jonathan Ferreira, Ketelin Abbady e Patrick Padilha. 
Estréia dia 13 de dezembro na Esquina Democrática. Poa- RS.

 
* 2013: Tebas ou a Trilogia Tebana

O espetáculo narra a historia dos Labdácidas, desde a chegada da peste em Tebas, passando pelo coroamento de Édipo após a morte de Laio, sua decadência em Édipo em Colono e a continuação do miasma da família com sua filha Antígona. Com esta adaptação dos textos clássicos de Sófocles: Édipo Rei, Édipo em Colono e Antígona, o Levanta Favela propõe uma discussão a respeito das relações de poder, da verdade e da justiça tendo como cenário o Rio Guaíba e o céu estrelado dos fundos da Usina do Gasômetro, com sonoplastia ao vivo. Trazendo elementos arcaicos mesclados com elementos da contemporaneidade, a peça atualiza as tragédias da Grécia antiga para refletir a respeito da história recente do Brasil, as formas de governo e seus governantes na busca pelo poder.
Participam desta encenação: Danielle Rosa, Pacha Carbo, Robson Reinoso e Sandro Marques na atuação; Ana Eberhardt na iluminação, Erick Feijó, Kacau Soares, Márcio Prestes e Matheus Flores na sonoplastiaBruna Lopes, Felipe Fleischer, Pâmela Bratz e Tainá Mello na contrarregragem. Colaboração Roger Ribeiro.
Estréia dia 19 de abril de 2013 no Píer da Usina do Gasômetro.



 
* 2011: Futebol, nossa paixão: pra falar sobre política, futebol e religião!





* 2010 - Margem Abandonada Medeamaterial Paisagem com Argonautas


* 2009 - Árvore em Fogo



Através de poemas a montagem "Árvore em Fogo" conta a história de Bertolt Brecht: um jovem nascido da burguesia alemã que renega sua classe, responsável pela escravidão, ao trocar seu ofício de médico pela carreira de encenador teatral. Tem um filho morto em campo de batalha, se refugia em vários países ao ter seu nome na lista de perseguidos de Hitler. "Árvore em Fogo" é um alerta para a necessidade de liberdade. Junto com Brecht a Cambada de Teatro em Ação Direta Levanta FavelA... Afirma: de hoje em diante temeremos mais a miséria que a morte!!
Participam da encenação:
Ana Eberhardt; Danielle Rosa; Denise Souza; Gil Santos; Hariná Marques; Kacau Soares; Paula Lages;Robson Reinoso; Rodrigo Brizola e Sandro Marques.
Estreou no dia 12 de dezembro, às 17hs na esquna Democrática (Borges de Mdeiros com Andradas) no Centro de Porto Alegre. 

 * 2008 - Canto da Terra