Seguidores

sexta-feira, 21 de abril de 2017

ÚLTIMAS APRESENTAÇÕES NA USINA DO GASÔMETRO!

Espetáculo "Lua de Mel em

Buenos Aires A MULHER CRUCIFICADA O Beijo da Besta" - de Júlio Zanotta.

SEXTAS e SÁBADOS DE MAIO


Foto: Claudio Etges


Tendo como base três textos inéditos de Júlio Zanotta, estreia o espetáculo "Lua de Mel em Buenos Aires A Mulher Crucificada O Beijo da Besta", uma criação coletiva da Cambada de Teatro em Ação Direta Levanta FavelA... abordando a questão da prostituição feminina. Uma prostituta chamada Clarissa realiza as fantasias do escritor Maurílio encenando uma lua de mel, o que coloca em risco sua integridade física, abrindo a trama para uma violenta sequência de opressões contra o gênero feminino, provocando a revolta das mulheres quando Clarissa é crucificada em uma igreja em meio à promiscuidade e à guerra, convertendo-se em serva do Senhor das Trevas.



  • TEMPORADA:
    19 e 20 de maio (SEXTA e SÁBADO.)
    26 e 27 de maio (SEXTA e SÁBADO.)
    Na Lona do Levanta
    (Centro Cultural Usina do Gasômetro,
  •  Sala 505, 5°andar)

    Classificação 18 anos.

Foto: Claudio Etges
 
  • Ficha técnica: Direção coletiva
  • Elenco:
  • Bruno Geraldi
  • Danielle Rosa
  • Ketelin Abbady
  • Sandro Marques
  • Mônica Rosa - iluminação
  • Rodrigo Herbe - sonoplastia
  • Pâmela Bratz – sonoplastia
  • Eric Flores - contrarregragem
  • DouglasFerreira -contrarregragem
  • Ingressos a R$ 30,00 (inteiro)
  •  com meia entrada para estudantes,
  •  idosos, classe artística e movimentos sociais.

Dia 17 de abril: 21 anos do Massacre de Eldorado dos Carajás-9 anos de Levanta FavelA

Neste dia 17 de abril de 2017, mais uma vez fomos à Esquina Democrática realizar a intervenção que marca o início das atividades da Cambada de Teatro em Ação Direta Levanta FavelA: o Te-Ato por memória e justiça do massacre de Eldorado dos Carajás, que aconteceu em 1996, quando 19 agricultores rurais sem terra foram brutalmente assassinados pela polícia militar. O massacre teve ampla repercussão internacional. Até hoje, passados 21 anos não foram punidos os culpados.
Se calarmos as pedras gritarão!!!